StatCtr

Sunday, February 10, 2013

Livro I - Capítulo I - Christian e Anastasia


Livro 1 em português -  Christian Grey e Anastasia Steele
CAPÍTULO 1
À primeira vista



Apesar de eu não gostar de golfe, é um jogo de empresários, e eu me esforço para fazer bem, e como acontece muitas vezes, negócios são fechados nos campos de golfe. Eu fecho a cara e olho para fora do meu escritório no vigésimo andar, pelas janelas panorâmicas. O tempo está cinza como o meu humor, intragável. Eu tenho tudo sob controle, mas minha existência tem sido uma existência monótona ultimamente. Eu não tive diversão nos últimos dois meses. Nenhum desafio excitante nem nada mais  tem capturado meu interesse. Tudo está em ordem, e todos os meus assuntos sob controle.

O interfone zumbe. "Sim, Andrea?"

"Sr. Grey, Srta Anastasia Steele pela Srta Katherine Kavanagh está aqui." Eu odeio surpresas! Eu não deveria ter concordado em dar uma entrevista para a revista WSU, mas a Srta Kavanagh havia sido bastante persistente, e ela vem de uma família com cujo pai eu posso fazer negócios em troca deste favor. Mas alguém se apresenta em seu lugar? Eu sou petulante como uma criança ao falar com Andréa.

"Eu não estava esperando uma Srta Steele. Eu estava esperando Katherine Kavanagh!”

"É a Srta Steele quem está aqui, senhor", diz ela.

Eu resmungo: "Muito bem! Mande-a entrar!”

Menos de um minuto depois, a porta se abre, e um emaranhado de cabelos castanhos, braços pálidos, uma mochila, pernas pálidas calçadas em botas marrons sem elegância, caem esparramados no chão do meu escritório. Embora eu odeie falta de jeito, a cortesia exige que eu vá e ajude-a a levantar-se, e estenda a mão e coloque-a em posição vertical, segurando seus ombros magros. Quando ela se levanta, eu encontro brilhantes olhos azuis tímidos, capturando os meus, enquanto uma corrente de eletricidade me deixa paralisado. Ela olha para mim, através de mim, como se penetrando minha alma, me enervando, como um foco de luz nas profundezas do meu ser, puxando-me para a superfície.

Ela pisca, corando, depois de olhar o meu rosto. Eu faço uma careta, mas rapidamente sorrio. É sempre a mesma coisa. Mulheres reagem ao meu rosto desta maneira, sem voz.

Eu estendo minha mão, decidindo me divertir. "Srta Kavanagh. Eu sou Christian Grey. Espero que esteja bem. Gostaria de se sentar?"

Ela cora, sua pele de marfim muda de cor até a linha dos cabelos, avermelhando, e baixa seu olhar, seu rabo de cavalo quase desfeito com o tombo que ela levou, sua voz engasgando brevemente enquanto eu seguro sua pequena mão na minha. Eu sinto uma corrente de eletricidade com seu toque! Wow! Ela deve ter sentido da mesma forma, porque ela parece que ficou chocada e retirou a mão com um suspiro leve.

"A Srta Kavanagh está indisposta. Ela me enviou. Ela não está bem. Peço desculpas pela mudança no último minuto Sr. Grey." Sua voz soa musical, seus longos cílios uma sombra sobre seus olhos azuis que estão abaixados, novamente, dessa maneira tímida.

"E você é?" Eu tento arrancar as palavras dela.

"Ah, eu sou Anastasia Steele. Estou estudando com Kate... uhm... Katherine, uhm.. Srta Kavanagh na WSU." Ela gagueja e tropeça em suas palavras. Eu estou achando graça. Há algo com ela. E ela é morena também. Quando ela abaixa os olhos de novo, eu posso ver que ela está nervosa e é extremamente tímida. Ela não consegue sequer me olhar nos olhos, ela só olha em volta, para qualquer lugar, menos para mim. Fixo meu olhar sobre ela, já sentindo desgosto por sua saia sem distinção, blusa disforme, e botas baratas. De repente eu começo a imaginá-la em seda e cetim, e eu mesmo não sei de onde esse pensamento veio. Eu não posso imaginar que ela é uma jornalista, não com este comportamento. Ela não tem um único osso, decisivo, enfático que mostre isto. Ela é muito tímida, muito complacente, muito indulgente... muito submissa. Eu tomo uma ingestão aguda de respiração. Minha mente está divagando, e antes que eu possa indicar-lhe um lugar para sentar, ela levanta o olhar para minha pintura, e fixa-a com admiração. Sinto-me compelido a explicar. "Artista local", digo, "Trouton." Eu não sei nem mesmo o que me fez explicar isso, eu não me importaria normalmente.

"Encantadora", ela fala devagar, "elevando o ordinário para extraordinário." Fiquei surpreso ao ouvir essas palavras em seu modo simples e eloquente, pois aquele era o meu exato pensamento sobre isso quando eu o comprei - de certa forma, ela é extraordinária fora do ordinário.

"Sim..." Eu me vejo dizendo, enquanto olho para ela atentamente. Ela cora fortemente de novo, enquanto me pergunto se a cor do seu traseiro mudaria com a palmada das palmas nervosas de minhas mãos. Eu não sei de onde esse pensamento veio; eu sacudo um pouco a cabeça, e a vejo fazendo uma tentativa de programar seu minigravador desatualizado, deixando-o cair repetidamente na minha mesa de café muito cara. Apesar de eu achar falta de jeito irritante, eu acho a dela encantadora, e tento esconder um sorriso atrás do meu dedo indicador.

Que porra! Como não percebi estes lábios e ela está mordendo o lábio inferior em sua tentativa frustrada de configurar a máquina antiquada! O que eu gostaria de fazer com este lábio! Eu não posso afastar meu olhar dele, e minha mente está divagando em todas as direções, me deixando louco! Eu só quero me aproximar e liberá-lo de sua mordida e colocá-lo na minha boca! Eu fecho meus olhos e respiro lentamente quando ela finalmente configura seu gravador, e eu estou criticando a mim mesmo, silenciosamente, por pensar como um adolescente, enquanto ela murmura um pedido de desculpas, por não estar acostumada com esse gravador, ao que eu não estou dando a mínima; estou muito entretido observando seu lábio inferior.

Digo-lhe para tomar seu tempo, me dando tempo para organizar meus pensamentos errantes.

Uma vez que ela configura seu gravador, eu estou decepcionado com as perguntas que ela está fazendo. São mundanas, comuns. Por que eu estou gastando meu tempo em responder a essas perguntas?

Ela está corando novamente percebendo o meu desagrado e desapontamento. Depois de ouvir a minha resposta à sua pergunta, ela murmura, "Você soa como um maníaco por controle."

Que porra?! Como você está certa, baby! Se você apenas soubesse! Eu digo a ela olhando-a intensamente: "Oh, eu exerço controle em todas as coisas, senhorita Steele." Eu adoraria subjugar esta sua boca inteligente agora mesmo! Ela cora novamente mordendo o lábio.

Ela me faz uma pergunta sobre poder; eu posso dizer que ela me acha arrogante. Eu lhe dou uma resposta que a deixa de boca aberta. Ela, então, pergunta-me dos meus interesses fora do trabalho para espairecer.  Eu digo a ela a maior parte de meus interesses, exceto os meus dois favoritos que a partir de agora a incluiriam. Na verdade eu a estou imaginando amarrada em minha cama na minha sala de jogos. Que porra! De onde foi que esta imagem veio? Ela me faz algumas outras perguntas que são informações públicas. Será que ela não fez seu dever de casa antes de vir me entrevistar? Ridículo!

Em seguida, ela abre a boca e me faz a pergunta, que mesmo a minha família não se atreveu a fazer, que está na mente de todos, mas ninguém tinha colocado em palavras antes:

"Você é gay, Sr. Grey?" Que porra! Como ela ousa?

Se você fosse minha e tivesse feito essa pergunta, eu agora gostaria de colocá-la sobre meus joelhos e espancá-la! Eu mudo um pouco de cor, mas me recomponho. Eu respondo com firmeza: "Não, Anastasia, eu não sou!"

Ela tem a decência de parecer dolorosamente envergonhada. Ela cora.

"Eu sinto muito Sr. Grey. É... uhm... a questão estava escrita...”, apontando para suas anotações, "bem aqui.”

"Você não preparou suas próprias perguntas?" Ela parece envergonhada.

"Não, Sr. Grey. Kate, uhm... Srta Kavanagh preparou”, ela parece envergonhada.

"Isso explica as perguntas. Diga-me, como você acabou me entrevistando se essas são perguntas da Srta Kavanagh?”

"Uhm... Já estavam redigidas. Ela é minha companheira de quarto, e ela está muito doente.”

De repente, eu me sinto muito melhor. "Bem, então, deixe-me fazer-lhe algumas perguntas. É justo depois de suas informais perguntas pessoais.” Ela cora e se agita remexendo-se em seu assento. Eu olho para ela diretamente, sim, eu gosto de ter você se contorcendo, e submetida, baby! Lá vai ela de novo mordendo o lábio inferior. Eu só quero chegar até ela e segurar seu queixo para que ela pare de fazê-lo, ou então vou fodê-la na minha mesa de café... Acalme-se Grey, eu digo a mim mesmo.

Eu me ajeito para trás em minha cadeira, e esfrego meu lábio inferior com o dedo indicador. Ela se agita mais. Ok, ela não é lésbica, e não é imune ao meu charme.

Andrea entra depois de bater à porta. "Sr. Grey, seu próximo compromisso será em dois minutos.”

"Cancele meu próximo compromisso, Andrea!" Eu digo, e ela congela no lugar dela. "Senhor?"

"Eu disse para cancelá-lo," virando a cabeça para sua boca escancarada, seu rosto ficando vermelho. Anastasia está se preparando para sair, embalando suas coisas, dizendo: "Eu não quero interferir em sua agenda, Sr. Grey." Por fim Andrea tem a decência de cumprir minha ordem, e diz: "sim senhor".

"Você não tem que sair imediatamente, Srta Steele. Eu posso lhe levar para fazer um tour para conhecer, se quiser." Ela está pronta para fugir.

"Oh, você não tem que fazer isso por mim, Sr. Grey", ela murmura.

"Srta Steele, quais são seus planos depois da formatura?"

"Eu não pensei tão longe, Sr. Grey. Só estou tentando passar em meus exames finais.”

Eu me vejo oferecendo-lhe um emprego; eu nunca faria isso "Você pode se candidatar a um estágio aqui." O que diabos está errado comigo, ela é muito jovem, e eu tenho uma política de nunca foder o pessoal. Mas ela não é ‘pessoal’ ainda.

Ela rejeita a minha oferta. O que há de errado com a minha empresa?

"Por que não?" Eu pergunto-lhe.

"É óbvio, não é?" ela pergunta como se fosse de conhecimento público, e pega sua bolsa e se levanta. Não para mim! Eu me levanto e caminho até a porta suavemente, abrindo-a para ela. Indicando minha intenção, que eu não quero que ela tropece nos próprios pés na saída, e ela relutantemente me agradece enquanto eu sorrio.

Tanto Andrea quanto a estagiária estão de boca aberta, enquanto eu acompanho a Srta Steele.  Pergunto-lhe se ela tem um casaco, e a estagiária corre para buscá-lo para ela. Eu o agarro de sua mão, e coloco-o sobre a Srta Steele. Minha mão fica em seu ombro por um segundo muito longo e eu sinto o choque de eletricidade de novo e eu sei que ela sente também.

"Adeus, Anastasia", eu digo. "Adeus, Christian", ela diz enquanto a porta se fecha.

Giro em meus calcanhares, e ordeno a Andrea:

"Coloque Welch na linha!" Um minuto depois, ele está na linha.

"Welch! Eu quero que você faça uma verificação de antecedentes para mim."

"Sim, senhor. Nome?”

"Anastasia Steele. Eu preciso disso ASAP, o mais rápido possível.”

"Sim, senhor." Eu desligo. Agora eu espero. Eu odeio esperar. Eu tenho que me dar tempo para ver se eu ainda a quero em um par de dias. Ela é muito jovem, e parece muito inexperiente, mas que divertido ia ser ensiná-la! Eu odeio esperar.

Um par de dias depois eu recebo seu relatório detalhado, mas indefinido. Ela tem 21 anos, trabalha em uma loja de ferragens a tempo parcial, tem 4,0 GPA (N.T. Média Geral do Curso), mas não diz nada sobre seus relacionamentos passados ​​ou presentes. Mesmo embora tenham passado alguns dias desde que ela me entrevistou, não consigo tirá-la da minha mente. Eu tenho que descobrir. Eu chamo minha assistente.

"Andrea, me reserve um hotel em Portland, para amanhã." "Sim, senhor."

Eu odeio esperar, eu não espero! Estou enlouquecendo agora, mas eu tenho que descobrir sobre ela. Eu nunca persegui uma mulher antes. É a primeira vez. E eu nem mesmo sei sua orientação sexual. Ela parecia estar respondendo positivamente ao meu charme. E se ela não for solteira? Merda! O pensamento nunca me ocorreu. Há apenas uma maneira de descobrir. Se ela não for, então eu vou voltar e esquecer toda esta aventura idiota. Mas agora, eu estou dando asas à minha mente e ansioso para descobrir mais sobre ela. Não posso tirar da minha mente a visão dela mordendo o lábio nem impedir meu interior de se contrair como um adolescente.

Amanhã. Eu vou vê-la novamente amanhã.


28 comments:

anne caroline godoi said...

Adorei... Sou leitora nova,espero que vc continue postando...

anne caroline godoi said...

Adorei... Continue porfavor...

Neusa Reis said...

Vou postar mais 3 amanhã. Que bom que você gostou!

Anonymous said...

por favor continue, pois eu sou fã dessa trilogia

Anonymous said...

Muito bom memso... li usando o google tradutor. Mas é ótimo te-los em portugues.

Anonymous said...

Adoro.....Continue a postar por favor esse livro é PERFEITO!!!!!!!!!

Anonymous said...

Nossa. eu estou adorando! E a tradução está muito boa!!!
Vou correndo ler os outros capítulos, e espero que logo sejam postados os demais, porque, como o Christian, eu não sei esperar!!!
Andreia

Anonymous said...

Simplesmente adorei...Bjs.
Elaine.

Neusa Reis said...

Que bom. Espero que continuem gostando. Este trabalho da Emine Fougner de escrever o POV do Christian é espetacular. Um abraço

Anonymous said...

Muito bom

Anonymous said...

Muito Bom

Luana Laís said...

Adorei o livro tem como baixar?
bjs

Eminé Fougner @ Cowboyland said...

Hi Luana,

You can use the following link to download:

https://docs.google.com/file/d/0B1txE2ZXC4S2RkVlS1pab2FiaTA/edit?usp=sharing

Juciane said...

Oi Neusa, sou nova aqui, e estou passada com essa tradução, também estou meio por fora descobri por acaso, esse livro vair sair nas livrarias... bjus obrigada

Brisa Leopoldino said...

Nooo amei. Estava me perguntando como seria a visão de Grey. parabéns meninas.bjus

Brisa Leopoldino said...

Nooo amei. Estava me perguntando como o livro na visão de Grey. Parabéns meninas. bjus

NEIDE said...

adorei o livro na visão de grey,sou nova aqui é espero que vocês continue a post.

Anonymous said...

Nossa, sou nova aqui, estou lendo e to adorando, muito bom, mas quem fez essa versão de grey?

Mayaravilhosa said...

Na continuação do último livro, Conquenta Tons de Liberdade, tem uma pseudo continuação, "Tons de Christian"...muito bacana vocês terem feito isso...mas não está como na continuação do livro, nem mesmo o que já está lá segue o começo desse blog... Acho que pela interpretação da tradução talvez? Pode ser... Alguém sabe se o livro será publicado?
É legal ter algo para ler depois da trilogia, porque senti tristeza ao terminar de ler e saber que acabou! Afinal, o que ler depois de uma trilogia dessa??? E vai demorar um ano para sair o filme...só em agosto do ano que vem... de qualquer forma, a escolha do ator também não me agradou, não faz juz ao personagem do livro! Bom de qualquer forma, parabéns pelo blog.

Mayaravilhosa said...
This comment has been removed by the author.
Nannah Andrade said...

Uma versão Grey da história??? Por que eu nunca vi isso antes? Acabei de chegar e não pretendo abandonar isso aqui tão cedo!!! Estou adorando!!!!

Kaila Alekena said...

Holla... Bom pra quem ama leitura e se apaixonou por Cristian Grey, encontrar uma versão Cristian é altamente estimulante, assim como Emine Fougner gosto de me aventurar no depois... o felizes para sempre deixa em mim um sentimento de vazio e crio versões a parti do que a minha imaginação fértil desenvolve, pois há personagens que nos deixam sempre o gostinho do quero mais e Cristian Grey é um dos personagens mais marcante que tive acesso ultimamente e sua visão dos fatos é ampla, obscurecida pelos seus 50 tons,mas uma visão que vai desnudar esse caráter forte e de uma personalidade que apesar de construída através de seus traumas, nos ensina e nos cativa além mar... Neusa a você gostaria de parabenizar pelo belíssimo trabalho de tradução, vou deixar sempre meus comentários a cada capitulo e vamos juntos ver o que Eminé nos reserva.

Barbara Cristina Meireles said...
This comment has been removed by the author.
Barbara Cristina Meireles said...

Eu to amando,parabéns pelo trabalho de vcs.Só achei q deveriam fazer esse primeiro capitulo igual ao bonus q a autora fez com um trecho de POV do Christian.Mas to gostando.Li umas 5 vezes a trilogia pq esperar até 2015 pelo filme ta dificil.

katinha Rodrigues said...

Olá...Já li todos os capítulos e resolvi rele-los, porém dessa vez decidi comenta-los e agradecer á Emine por suas maravilhosas palavras que nos emocionam e nos tocam a alma....Quero tbm parabenizar e agradecer a querida Neusa por seu mais que primoroso trabalho!!! * Capítulos perfeitos....traduções perfeitas que nos fazem sonhar e voar longe fazendo nossos dias mto mais felizes.... Obrigado suas lindas ... vcs são simplesmente "yar" xx

Katinha Rodrigues said...

Olá...Já li todos os capítulos e resolvi rele-los, porém dessa vez decidi comenta-los e agradecer á Emine por suas maravilhosas palavras que nos emocionam e nos tocam a alma....Quero tbm parabenizar e agradecer a querida Neusa por seu mais que primoroso trabalho!!! * Capítulos perfeitos....traduções perfeitas que nos fazem sonhar e voar longe fazendo nossos dias mto mais felizes.... Obrigado suas lindas ... vcs são simplesmente "yar" xx

Lais Cravo said...

gostaria de saber se tem como baixar a trilogia? Muito obrigada aguardo retorno

Anonymous said...

tem uma versão para Play Livros?
Andróide?